Coach

O Processo Coach tem a proposta de resgatar nos clientes as qualidades que estes precisam para atingir seus objetivos.

O Coaching surgiu de uma ausência da psicologia em procurar pelo melhor do ser humano.

Em geral a psicologia acadêmica procura sobre aspectos problemáticos na forma de pensar e de agir do ser humano, esquecendo as qualidades ou competências em potencial que existente dentro de cada um.

Digamos que uma determinada empresa precisa aumentar suas vendas em $10.000.000,00 de reais. Este seria o que chamamos um objetivo mediato para o Cliente e para o Coach.

Para atingir esta meta, cada líder, das diversas equipes da empresa precisam adaptar seus comportamentos de forma a aumentarem a sua produção ou a sua venda.

Se, por exemplo, o Diretor de Vendas desta empresa, tem um problema de relacionamento com sua equipe, de maneira que ele precisa construir um relacionamento de maior proximidade com os colaboradores, porém é um líder com forte temperamento, o Coach e este Cliente irão desenvolver as sessões de forma a que o Líder/Cliente possa ir construindo um comportamento que desenvolva a paciência deste com cada um dos membros da equipe.

Desenvolver um comportamento mais paciente e mais tranquilo com a equipe seria então o objetivo imediato a ser conquistado pelo Cliente e pelo Coach, de forma que este líder construísse um relacionamento de confiança com a sua equipe dando-lhe o apoio que esta precisa para ascender aos novos patamares de vendas proposta pela empresa. O Coach acredita que todos nós podemos e somos capazes de conquistar nossos objetivos, desde que façamos algumas alterações ou ajustes em nossos comportamentos.

Indo um pouco mais além, o Coach também entende que dentro de cada Ser Humano existe, em estado latente, o potencial necessário para desenvolver novos comportamentos, quaisquer que sejam estes comportamentos.

Para desenvolver novos comportamentos no Cliente, o Coach, a depender da sua Escola de Formação, utilizará técnicas que despertem no Cliente o interesse e a motivação para efetuar mudanças internas que lhe permitam atingir seus principais objetivos.

Quando decidir Por um Coach? Sempre que houver um objetivo grande a ser perseguido, é hora de chamar por um Coach. Este objetivo será grande na medida em que seja importante para cada Cliente.

Ao contrário do que se pensa, a grande maioria dos nossos objetivos não dependem de dinheiro para serem alcançados. Dependem muito mais de atitudes e de reavaliações importantes nos nossos sistemas de crença.

O Processo Coaching não é uma terapia, porém é terapêutico, na medida em que provoca ressignificações e mudanças de crença na estrutura mental do cliente. Coaches como Tony Robbins admitem que contratam vários Coaches para si, cada um para cada objetivos que ele pretende alcançar.

Algumas coisas aproximam o Coaching de uma terapia, a mais importante delas é o pagamento. Quando uma pessoa paga por uma sessão de Coaching, na verdade, ela está, no seu inconsciente, trocando dois valores: um material, o dinheiro, por um abstrato, a mudança de comportamento, com a consequente conquista do objetivo.

No momento do pagamento, todo o sistema mental do Cliente entende que é muito importante o objetivo que ele persegue. Ao ponto dele pagar pelo novo comportamento. Esta atitude é fundamental para o Processo Coaching e para as terapias obterem êxito.

Hoje, os grandes milionários do mundo têm Coaches, inclusive os grandes atletas da NBA e até brasileiros como o jogador Ronaldo. Todas as grandes empresas também contratam Coaches, inclusive a Seleção Brasileira de Futebol.

Coaches são procurados por uma infinidade de pessoas, tais como, Empresários, Vendedores, Aplicadores de Bolsa de Valores, Vestibulandos, Concurseiros, Esportistas, pessoas com timidez, etc. Ou seja, onde houver um ser humano com um desafio que lhe for importante, é hora de chamar um Coach.

Para o Coach a Meta do Cliente é também a sua Meta, ele se responsabiliza 50% pelo resultado do trabalho. O que esperar das sessões de Coaching? Na medida em que o profissional Coach se responsabiliza por 50% dos resultados a serem atingidos, os outros 50% devem ser buscados pelo comprometimento do Cliente.

Sessões do Processo Coaching são interativas e dois são os resultados perseguidos: I – De Imediato, procura-se construir um novo comportamento no Cliente, comportamento que lhe permita agir diferente a fim de conquistar seus objetivos; II – De Mediato, os objetivos estabelecidos durante a sessão inicial com o Coach.

Toda sessão de Coach tem um início um meio e um fim, de forma que o cliente saia com algumas tarefas a serem realizadas durante a fase entre as sessões.

Caso o cliente queira passar em um determinado concurso (objetivo mediato), porém precisa passar mais tempo estudando, o Coach irá desenvolver com o Cliente que novos comportamentos ele precisa adotar para ler algumas páginas a mais durante o período entre as sessões; Na próxima sessão serão analisadas as dificuldades que o cliente enfrentou para adotar o novo comportamento, serão fortalecidos os seus pontos fortes e acrescido o volume de páginas a serem lidas e/ou estudadas.

O Coach e o Cliente estabelecerão critérios bem claros para saber se as tarefas estão sendo atingidas satisfatoriamente, por exemplo, inicialmente ler 10 páginas diárias sobre determinado assunto.

O Cliente trás para a sessão as dificuldades que enfrentou durante a semana e junto com o Coach verificam o que foi positivo, o que foi negativo e qual uma possível nova abordagem a ser desenvolvida nas próximas tarefas da próxima semana.

Tenho visto e particularmente eu utilizo muitas ferramentas para provocarem novos comportamentos nos Clientes, tais como: Constelações Familiares, PNL, Neurossemântica, Hipnose Condicionativa, Neuro Associação Cognitiva, etc. O funcionamento de cada uma dessas técnicas é esclarecido para o Cliente e a sua aplicação é escolhida em comum acordo, na medida em seja mais útil para um determinado momento.

Risaldo Amaral

Contatos: